Cliente abordada por suspeita de furto vai ser indenizada em R$ 5 mil por supermercado

NOTÍCIA

Um supermercado do DF foi condenado a pagar R$ 5 mil de indenização a uma cliente que foi abordada por suspeita de furto pelo segurança do estabelecimento. A condenação de 1ª Instância foi confirmada em grau de recurso pela 3ª Turma Recursal dos Juizados Especiais do DF. Segundo a decisão, houve excesso na abordagem do funcionário ao expor a consumidora a vexame diante de outros clientes.

A autora contou que no dia dos fatos foi ao local acompanhada de seu neto. Para não empurrar dois carrinhos, optou por colocar alguns produtos no carrinho do bebê, mas, por causa do volume de compras, acabou tendo que transferi-los para um carrinho do estabelecimento. Nesse momento, foi abordada no setor de carnes por um funcionário que a acusou de furto. 

Depois, ele a teria conduzido até os caixas e, durante o trajeto, a xingado várias vezes de “vagabunda”, “ladrona” e “safada”, fato presenciado pelas pessoas que estavam no local. Pelo vexame a que foi submetida, pediu a condenação do réu no dever de indenizá-la pelos danos morais sofridos.

Em contestação, o supermercado se limitou a negar a dinâmica da abordagem narrada pela autora. 

As testemunhas arroladas respaldaram a sentença da juíza do 1º Juizado Especial Cível e Criminal de Samambaia (DF), que julgou procedente o pedido de indenização.   

Após recurso, a Turma manteve a sentença na íntegra e não cabe mais recurso.

* Se você, leitor, foi vítima de algum abuso semelhante, contate a Alite Advocacia e Assessoria Jurídica. Combatemos os abusos contra o cunsumidor com agilidade, transparência e ética.

Fonte: R7

FACEBOOK

CONTATO

LiveZilla Live Chat Software
LiveZilla Live Chat
LiveZilla Live Chat Software